o sexo oprimido

Estava lendo um artigo de uma revista em que um historiador especialista em conflitos mundiais, depois de publicar livros sobre a guerra, acabou enveredando pelo território altamente minado da chamada guerra dos sexos.

Estudando a opressão que as mulheres sofriam por parte deles, o homem acabou descobrindo o contrário. Por exemplo: antes as mulheres não podiam trabalhar, mas hoje podem optar, enquanto homem nunca teve escolha. Ou trabalha e sustenta a família (mesmo que a mulher possa fazer isso sozinha), ou leva fama de vagabundo, parasita.

As grandes inovações e invenções do mundo devem-se na maior parte aos homens porque mulheres seriam menos criativas do que eles. As realizações femininas vieram por
imitação (ou pelo feio impulso da inveja). O feminismo não apenas concedeu direitos às mulheres, mas deu-lhes ainda mais privilégios do que tinham antes, quando eram sustentadas pelos seus homens, que se esfalfavam para lhes dar uma vida fácil e segura.
Mulheres (e crianças) não são as grandes vítimas da guerra: embora elas sofram, quem afinal luta e morre são os homens. Mais um privilégio feminino.
E quanto ao poder de mando e poder econômico? A testosterona torna os homens mais agressivos e competitivos, portanto líderes naturais. Além disso, permanecem mais no
trabalho, enquanto as mulheres frequentemente saem do mercado para ter filhos e cuidar deles.

A questão diabólica de que mulheres em certos países são submetidas à extirpação do clitóris para não terem prazer bate no “mito do prazer clitoridiano”. Freud afirmava
que mulher que só se diverte por essa via é sexualmente infantilizada. Mas Freud também confessou não ter ideia do que afinal queriam as mulheres.

Por toda parte surgem movimentos para melhorar a situação dos homens. Seria o ainda não oficializado men’s lib, tempos atrás considerado piada. Quem sabe estamos encarando esse tema com os óculos distorcidos do preconceito? Ou a guerra dos sexos é um grande mal-entendido, um desperdício de emoções, um tiro no próprio pé de cada lado… ou uma piada de mau gosto, em alguns casos macabra.

Anúncios

Vai, agora é a sua vez de falar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s