Sinceridade ou falta de educação?

Há uma linha tênue que separa a sinceridade da falta de educação, e o pior disso é que as pessoas andam com o ego tão inflado que, frequentemente, passam direto por essa linha.

É comum ouvirmos expressões do tipo: “Ah, esse é o meu jeito, falo mesmo”. “Não tenho travas na língua” – Sinto dizer, mas você não é sincero, você é mal educado. É que a verdade e a sinceridade precisa de uma dose de floreio quando convivemos em um meio social onde relações são feitas e desfeitas pelo mesmo motivo. Eu convivo bem com a sinceridade que carrego em mim, mas isso não significa que eu vomite verdades o dia inteiro, tampouco inverdades, para o bem das relações é preciso traquejo social para não constranger as pessoas e nem as expor a nenhuma situação desagradável, para isso o nosso rico idioma nos presenteia com uma eficaz figura de linguagem, o eufemismo.

O eufemismo é uma figura de linguagem bastante útil para que a gente possa dizer as verdades de um jeito que não cause um mal estar, não constranja e não seja o “estraga prazeres” dos outros. Porque o super sincero é na verdade um chato que parece mais cobiçoso do que um crítico em elevada potência.

 

Anúncios

Vai, agora é a sua vez de falar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s