Caos no Leblon

Poucas vezes senti tanto medo na vida. Ontem foi uma noite de muito medo. Assisti estarrecida toda a violência humana que não pensava ser capaz.

Todos sabem que há um mês os manifestantes protestam na casa do Governador do Rio de Janeiro, o Sérgio Cabral. Pois bem, depois de dias sem nenhuma declaração oficial dele e depois de uma série de denúncias de que ele havia chamado os médicos de vagabundos, e de ter sido acusado de usar o helicóptero do Governo para uso particular, inclusive no trajeto de sua casa no Leblon ao seu gabinete.

Ontem, cerca de 2000 manifestantes tomaram as ruas novamente, a polícia cercou o prédio do Governador. Alguns manifestantes quiseram furar o acordo (Todo protesto pacífico é legítimo, segundo a Constituição Federal, as autoridades precisam ser avisadas para garantir a segurança. Nisso, são estabelecidos os limites de aproximação, bem como as ruas que poderão ser tomadas pelos manifestantes) e entraram em conflito com a polícia, transformando um protesto pacífico em uma cena de terror, violência generalizada.

Vi muita gente séria participando do protesto, vi uma pequena parte querendo roubar, destruir como fizeram com a agência do Banco Itaú, diversas lixeiras quebradas e o lixo espalhado, pessoas roubando lojas como fizeram com a Toulon. Tudo muito errado. Vi a polícia militar reagir com extrema violência, jogando Bombas de gás lacrimogêneo em pessoas que não estavam ali para vandalizar, vi o bar Jobi ser atingido por bombas, vi as pessoas refugiadas dentro de supermercados com pânico da polícia. A polícia que deveria defender a população, agora bate como se todos fossem bandidos. Tudo muito errado no mundo.

Não tenho palavras para narrar a situação absurda em que estamos vivendo. Políticos bandidos como Sérgio Cabral protegidos pela Força Policial e a população que luta pelos seus direitos, são atingidos por bombas e presos por querer uma realidade melhor. Não sou a favor do vandalismo, e nem estou aqui defendendo que se roubem e quebrem lojas e patrimônio público, mas enquanto a polícia nos generalizar como vândalos, os generalizarei como bandidos de farda, profissionais que se valem do poder de uma pseudo autoridade para descontar em quem não tem culpa pelas suas profissões desacreditadas e mal remuneradas.

Abaixo segue algumas fotos que conseguimos fazer do caos do LeblonLeblon8leblon6leblon4Leblon5leblon3Leblon2leblon 1Leblon7

Leblon9

Anúncios

Vai, agora é a sua vez de falar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s