Sobre o tempo

sabato5É impressionante o que o tempo faz com as nossas relações. Ele acaba nos tornando estranhos, estranhos em nós mesmos. Estive esses dias a olhar meus diários e quase não me reconheci naquelas linhas. Não coube naqueles sonhos, aquela vida, aquele presente que culminou nesse futuro que eu acho tão irreal.

Há algumas semanas encontrei no facebook um antigo amigo de escola. Estudamos os 3 anos de ensino médio e após a formatura, cada um foi viver a sua vida. 12 anos depois, estávamos nós ali naquele bar, algumas cervejas entre a gente e nada em comum. Meia hora de conversa, algumas lembranças felizes, boas risadas nostálgicas, breve pincelada no presente e silêncio.

O tempo nos faz desconhecidos. Quem era eu? quem era ele? apenas dois estranhos com três anos em comum. Tão irreal, o tempo faz com que as coisas nos escapem das mãos. Faz tudo parecer um filme que a gente assiste aos pedaços, parando nos momentos marcantes, e a gente olha, lembra e sorri ( ou chora), depois guarda no armário e segue a vida.

Flávio me trouxe o tempo que me escapou, sai do bar pensando naquilo que fiz da minha vida. 12 anos é tempo suficiente para se fazer qualquer coisa. 12 anos é tempo bastante para não se fazer nada. Não sei quem sou, nem se carrego parte do que fui, só sei que a gente vai vivendo e vai fingindo não perceber os anos nos pesando pelos ombros, nos impondo cargas que suportamos mais por preguiça do que por resignação de fato.

Envelhecemos em 12 anos, mas dentro da gente há sempre aquele ar inocente que a juventude abriga. Ingenuidade que a gente se permite e que hoje a gente sente muitas saudades.

Anúncios

Vai, agora é a sua vez de falar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s