Mulherzinha não!

Duas coisas que não suporto: Revista feminina e papo de salão de beleza.

Não sei porque os editores de revistas femininas acham que mulher só pensa em moda, maquiagem, cabelo e como lidar com a sexualidade. Sinceramente, não somos tão retardadas assim, ou será que somos? Será que toda mulher só pensa em comprar, comprar? Se for, sou uma mulher diferente de todas.

Claro que gosto de me cuidar, fazer as unhas, mexer no visual, no guarda roupas, mas também gosto de política, de trabalhar, falar sobre assuntos gerais. Não penso exclusivamente em dietas, aliás não me preocupo demasiadamente com nada disso.

Papo de salão de beleza é uma imbecilidade a parte. As revistas de moda, de cabelo e maquiagem estão espalhadas e o papo gira em torno do assunto, assim como em consultório médico, o papo é doença. Aceitável. mas a impressão que se dá é que mulher só tem esse tipo de assunto. Provavelmente quem inventou essas revistas femininas, frequentava salão de beleza. Só pode!

Papo de mulher é uma coisa muito chata, melhora um pouco quando o assunto é sexo. Que aliás, é divertidíssimo quando todas se juntam para avacalhar e dar notas aos homens, por outro lado ouvir papo de filho, casa e marido é entediante, talvez por que não ser casada, não ter filhos e muito menos uma casa só pra mim.

Outra coisa chata é mulher carente. Putz, quando alguma amiga termina o namoro ou vive um amor não correspondido e me aluga é um saco. Mulher chora ao ver a foto, chora ao lembrar, chora se vê, chora se não vê, chora de saudade, chora de raiva. Consolar alguém assim é um desafio sobre humano, requer altas doses de paciência e resistência.

Por essas e outras, prefiro papo de homem. A maioria dos meus amigos são homens e eles são infinitamente mais divertidos. Não têm aquela frescura feminina de “O que irão pensar de mim?”, homem também é mais sincero e não fazem (pelo menos a maioria) fofoca. Falam sobre qualquer assunto e eu morro de rir quando eles contam piadas ou falam dos foras que levam. Sem contar que os homens sempre nos protegem!

Nunca fui fresquinha, menininha do papai. Sempre me virei, talvez seja por isso que tenho mais naturalidade na roda dos homens do que na das mulheres. Nunca aprendi me sentar comportada quando usava saia e sempre adorei falar palavrão. Brincava de bola de gude, futebol e nunca me importei muito em andar toda na linha. Meus namorados viraram amigos, meus amigos, poucos viraram namorados. Amizade de homem é mais verdadeira, quando é amigo, é amigo e pronto. Mulher deveria aprender isso e PRATICAR isso.

Conviver com homens me fez conhecê-los mais e admirá-los. Aprendi com eles a separar sexo de amor, razão de emoção e não me apaixonar tão facilmente. Mulher, salvo algumas exceções, são só motivo para rir e esvaziar a cabeça com futilidades.

Anúncios

Vai, agora é a sua vez de falar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s